09:38 | Você está no lugar certo.
Pexels.com

Micro Influenciadores: Como fazer parcerias com as marcas mesmo sem ter milhões de seguidores?

Brendo Camargo / Junho de 2019 / Marketing
Compartilhar

Micro Influenciadores: Gente como a gente.

Quem nunca escutou aquela expressão "Eu gosto de fulano porque ele é gente como a gente"? Eu não só já escutei como já disse ela várias vezes. Tem um motivo para que a gente goste dessas pessoas que se parecem conosco e ele é bem simples: Elas nos representam de alguma maneira. E isso é muito poderoso, principalmente nos dias de hoje, com o digital como um meio de dar voz à essas pessoas que sempre existiram, mas que nunca foram vistas de maneira atraente para as marcas que buscam se associar à uma figura externa para ter algum tipo de retorno, seja mais vendas, mais reconhecimento, mais alcance... enfim, algo que elas não podem ter por si próprias. Nesse sentido, muitas marcas acabam optando por fazer parcerias com influenciadores que já possuem um grande número de seguidores, acreditando que isso fará com que elas tenham mais sucesso, mas não é bem assim. Influenciadores podem ter milhões de seguidores e curtidas, mas os micro influenciadores têm um poder que, muitas vezes, nem mesmo eles sabem, que é o poder de influenciar pequenas comunidades.

No artigo de hoje, vamos falar sobre como você, que não tem milhões de seguidores, mas sonha em trabalhar com as suas marcas favoritas, pode descobrir e lapidar este poder para tornar atraente aos olhos delas e fazer parcerias de sucesso. Fique comigo e vamos juntos!

Primeiro passo: Foco e Posicionamento.

Antes de mais nada, entenda uma coisa... não é possível oferecer de tudo para todo mundo. Você precisa primeiro entender qual é o seu foco, qual segmento você quer atender e para quais tipos de marcas você quer se tornar atraente. Uma vez que você entendeu este ponto, já terá caminhado metade do caminho, porque vai concentrar todos os seus esforços para esta direção. Definido o foco, se posicione de acordo com a imagem das marcas que estão dentro dos seus objetivos. Cores, linguagem, formatos de conteúdo, assuntos, músicas.. tudo isso constrói um "tom de voz" para a sua marca (você também é uma marca). E se este tom de voz estiver de acordo com os das marcas que você quer trabalhar, ponto positivo para você.

Já se perguntou por que uma marca busca fazer parcerias com influenciadores? A razão é bem óbvia... elas querem se aproveitar desta influência para ter mais resultados e se associar à imagem dessas pessoas para se aproximarem ainda mais do público-alvo em questão (os seguidores). Muitas vezes, as marcas pensam que os resultados virão do número de seguidores que determinado influenciador tem, mas na verdade, os resultados vêm quando as pessoas que seguem esse influenciador sentem que aquela comunicação foi feita genuinamente para ela, ou seja, quando é relevante para elas. Aposto que você já viu um influenciador fazendo uma publicação para alguma marca e pensou "isso não é para mim, certamente é só para ganhar dinheiro". Acertei? Sabendo disso, antes de ser atraente para as marcas, você primeiro precisa ser atraente para os seus seguidores, independente do número. O objetivo é que as parcerias te recompensem por aquilo que você já faz e não que seja algo que simplesmente uma marca te mandou para fazer uma divulgação. Faz sentido?

Como ser relevante para os meus seguidores?

Aposto que foi essa pergunta que você se fez após ler o último parágrafo, rs. A resposta, por incrível que pareça, é bem simples: Ajude-os.

Como assim, Brendo? Eu já falei sobre este assunto várias vezes aqui no blog, mas lá vai mais uma e desta vez vou usar um exemplo prático. Imagine que você quer se tornar uma influenciadora no segmento de Moda Feminina. Imaginou? Agora imagine como você pode ajudar as suas seguidoras. Comece se fazendo as seguintes perguntas: O que elas estão buscando? Quais são as principais dúvidas delas em relação à Moda Feminina? Quais são os dilemas que elas enfrentam todos os dias para se vestir? Quais são os dilemas que elas enfrentam para se vestir em determinados micro momentos (sair para um barzinho no inverno ou no verão; ir trabalhar em um dia de frio, mas que sabe que vai esquentar de tarde..) e etc. Caso tenha dúvidas sobre esses micro momentos e dilemas ou queira criar junto com as seguidoras, faça uma pergunta para elas via Instagram Stories (exemplo: Qual é a sua maior dificuldade para montar um look no inverno?).

A maneira mais fácil de ser relevante é entendendo quais são os maiores "problemas" das pessoas que te seguem. Uma vez que você entendeu isso e elencou os principais, é só partir para a produção de conteúdo. Seguindo este exemplo de Moda Feminina, que tal fazer vídeos rápidos com dicas de looks para essas diferentes situações? Muitas já fazem isso, mas quer saber onde está o segredo do sucesso dessa estratégia? CONSISTÊNCIA. É isso mesmo, no digital, é preciso ter consistência. Isso significa que, se você realmente quer se tornar uma referência neste assunto para as pessoas que te seguem, é preciso aparecer frequentemente para elas. Crie uma rotina de postagens (exemplo: vídeos novos toda terça e quinta, às 18:00). Assim, você começa a "educar" a sua audiência a visitar seu perfil todas as terças e quintas, às 18:00, para conferir os novos vídeos.

Tá, mas e as parcerias com as marcas?

Achou que eu tinha esquecido, né? Lembra que eu disse que você não precisa ter milhões de seguidores para ser atraente e fazer parcerias com as marcas? Agora você já sabe por quê (sua relevância com os seus seguidores), mas as marcas ainda não sabem disso, então você vai precisar mostrar para elas e eu vou te mostrar como fazer isso.

Tenha visão de marketing:

Mostre para as marcas que você quer fazer parceria como você pode ajudá-las. Os objetivos de marketing podem ser diversos, tais como: vender mais, gerar reconhecimento de marca (encontrar clientes potenciais que ainda não conhecem a marca), aumentar a atuação regional (por exemplo, loja de Valinhos quer vender mais para clientes que moram em Campinas) e etc. Se o primeiro passo foi realizado com sucesso, se você definiu qual é o seu foco e se posicionou da maneira correta, o próximo passo vai ser bem mais fácil.

Mostre as suas cartas:

Aqui, você vai mostrar alguns números (não o de seguidores). Você, como qualquer pessoa que tem um perfil comercial no Instagram, possui acesso à dados muito interessantes sobre o desempenho da conta. Esses dados ficam disponíveis em "informações" no menu da sua conta. Lá, você pode visualizar dados demográficos sobre os seus seguidores, tais como: % de homens e mulheres que te seguem, segmentação por idade desses seguidores e as regiões de onde eles são. Lembre-se que você, como micro influenciador(a), tem o poder de influenciar pequenas comunidades, ou seja, o dado de regiões pode ser muito relevante para você negociar a parceria com marcas da sua cidade. Monte um Relatório Demográfico (com os dados de gênero, faixa etária e região dos seus seguidores) e compartilhe com as marcas sempre que preciso.

Micro Influenciadores: Como fazer parcerias com as marcas mesmo sem ter milhões de seguidores?

Defina seus planos para negociar com as marcas:

Uma parte importante da parceria é saber o que ela vai envolver de recompensa para ambas as partes. Como muitas parcerias serão novas, você pode iniciá-las com o que chamamos de "semente". Um erro que muitas pessoas cometem muitas vezes é o de querer a árvore inteira logo de cara. Mas quando a parceria começa com uma "semente", ela tem a chance, com o tempo, de se tornar uma árvore, certo? Então basicamente aqui você vai iniciar uma parceria plantando uma semente. A semente é algo do tipo "na primeira parceria eu aceito produtos como pagamento" e aí você vai montar seus planos de acordo com os recursos que você tem disponíveis (publicação no stories e no feed com marcações em ambos), caso já tenha +10mil seguidores, o recurso de habilitar o link no stories (arraste para cima) para direcionar os seguidores para um site pode ser um diferencial. Um exemplo para você montar os seus planos: Parceria com divulgação apenas nos stories (Valor X); Parceria com divulgação nos stories + feed (valor Y); Parceria com divulgação nos stories + feed + link nos stories habilitado para um site (Valor Z). Use seus recursos à seu favor!

Regue a "semente" com foco na árvore:

A primeira parceria (semente) é a parte mais "fácil" da estratégia. O difícil mesmo é manter uma relação com as marcas e fazer a segunda, terceira, quarta parceria. Para conseguir fazer isso, você precisa "regar" a semente que plantou. Na primeira parceria, não poupe seus recursos (conforme mostrado acima). Use todas as suas armas para mostrar que você pode gerar resultados. Ao fim da primeira parceria, mostre as métricas das públicações (nos stories: visualizações dos stories, toques na figurinha e descoberta; no feed: comentários, encaminhamentos, salvamentos e alcance). Nunca se esqueça que a sua força vem da relevância que você tem para os seus seguidores e dos resultados que gera para as marcas ao mesmo tempo.

Micro Influenciadores: Como fazer parcerias com as marcas mesmo sem ter milhões de seguidores?

Faça com que a parceria pareça um conteúdo natural da sua página:

A pior publicidade é aquela que parece publicidade, aquela que tá na cara que é só uma parceria de divulgação de uma marca dentro de uma outra página. Para que você não cometa esse erro e cause ruído com os seus seguidores, produza o que chamamos de "Conteúdo Nativo", ou seja, o conteúdo que a sua audiência já está acostumada a consumir. Por exemplo, se você produz os vídeos curtos com dicas de looks todas as terças e quintas, às 18:00, para a sua audiência de Moda Feminina, coloque a parceria dentro desses vídeos de maneira sutil e mencione na legenda que as peças que você utilizou para montar os looks foram enviadas pela loja X (marque a loja). Assim, as pessoas vão consumir aquele conteúdo da maneira que já o fazem rotineiramente e, se gostarem das peças que você usou e quiserem comprá-las, poderão clicar na marcação e visitar a loja. 

Veja também: Como utilizar o recurso de Parceria Paga no Instagram?

Micro Influenciadores: Como fazer parcerias com as marcas mesmo sem ter milhões de seguidores?

Recapitulando...

Como são muitas informações, vamos recapitular tudo aqui para você não se esquecer de nada. Então aqui vai o que você precisa fazer:

  • Defina um foco e se posicione de acordo com as marcas que você quer trabalhar;

  • Antes de mirar nas marcas, primeiro seja relevante para os seus seguidores;

  • Foque em ajudar e tenha consistência na produção dos seus conteúdos;

  • Tenha visão de marketing, explore seus recursos disponíveis e elabore seus planos de parceria;

  • Foque na árvore, mas primeiro plante a semente;

  • Produza conteúdo nativo e faça com que a publicidade soe natural para a sua audiência.

Gostou deste conteúdo?

Produzimos este conteúdo porque acreditamos que ele tem o potencial de ajudar muitas pessoas que querem viver daquilo que amam fazer, por isso, esperamos que você tenha gostado e, se gostou, que você deixe um comentário aqui embaixo falando o que você achou. Vamos juntos! Sempre.

Por Brendo Camargo

Por Brendo Camargo
Co-Fundador

Olá, deixe seu comentário para o post: Micro Influenciadores: Como fazer parcerias com as marcas mesmo sem ter milhões de seguidores?

Já temos 3 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Danielle Mesquita

Danielle Mesquita

Maravilhoso o conteúdo !! Me fez abrir os olhos em várias questões! Obrigado ????????Gratidão !
★★★★★DIA 29.11.21 18h00RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Brendo Camargo

Brendo Camargo

Fico feliz em contribuir, Danielle! :D

★★★★★DIA 28.12.21 23h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/

Artigos de 2-5 min de leitura que valem uma vida inteira. Insights, Estratégias e mais. Assine já.